sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Na Corda Bamba

O significado de corda bamba é, entre outros, “situação instável” ou “difícil de controlar”. E é mesmo assim que me sinto!
Não sou nem nunca fui artista de circo. Nunca me vi a equilibrar-me num fio ou arame, e muito menos com aquela vara comprida nas mãos, como os equilibristas a sério.
Mas sinto-me numa corda bamba e sem nenhuma rede por baixo. Portanto, numa situação instável e difícil de controlar.
Mas passemos aos factos, pois só assim vocês me compreenderão. Ou não….
Tenho orgulho em afirmar que amo a minha cara-metade de uma maneira profunda. À séria mesmo, como dizem.
Mas, se gosto tanto dela, porque se sinto numa corda bamba? Falta de confiança na relação não é. Falta de sentimento também não. E ausência de objectivos comuns ainda menos.
Quando não havia amor na minha vida, sentia que tudo estava correcto e nos seus devidos lugares. Não havia lugar a dúvidas e as certezas eram a nota dominante. Orgulhava-me de ter os pés bem assentes no chão!
Mas quando surgiu o amor, e em quantidade suficiente para encher um camião TIR ou mesmo o MEO Arena, as certezas desvaneceram-se, como por milagre.
Paradoxalmente, é quando brota do meu coração amor suficiente até para enfrentar um touro bravo em pleno no Campo Pequeno, é quando sinto estar numa corda bamba.
Quanto mais amo, mais frágil o sinto!
O Amor é um sentimento precioso e mimoso, e mesmo crescendo, aos meus olhos está cada vez mais carente e frágil, a precisar de atenção constante.
E apesar de desejar ter uma relação cada vez mais forte e sólida, quero ainda mais ter um amor frágil. Para o proteger e acarinhar cada vez mais.
Assim, ao olharem para cima podem-me ver, na corda bamba, sem vara nem rede.
Mas Feliz!