terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Conhecer Mundo

O Mundo anda por estes dias muito pequenino. Obtemos informação instantânea e pelos mais diversos meios sobre todos os eventos relevantes que estejam a acontecer em qualquer ponto do Globo.

Actualmente podemos “ver” as todas as obras expostas nos mais afamados museus do Mundo, acedendo aos respectivos sítios informáticos. Através do Google Earth podemos “percorrer”a maioria das ruas do Planeta quase como se lá estivéssemos. Melhor, sem os incómodos inerentes à deslocação.

 
Com todas estas funcionalidades à nossa disposição podemos até pensar que não precisamos de sair de casa para conhecer o Mundo. Puro engano. Cada vez mais pessoas ao redor do Planeta viajam, planeiam ou sonham com isso. E para cada vez mais longe.
Mas o que leva milhões de pessoas a quererem deslocar-se para outra região ou país, por motivos turísticos, especialmente quando podemos “conhecer tudo” digitalmente?

Simplesmente porque pretendem “Conhecer Mundo”. E fazem muito bem, na minha humilde opinião!

O meu conceito de conhecer mundo não é o de ir a Badajoz comprar caramelos. Isso é pura e simplesmente deslocar-nos de um sítio para o outro sem ficarmos a conhecer nada de novo.

Conhecer Mundo é antes de mais testar-nos, sentir até onde está o nosso limite, a nossa coragem. É ter o impulso de sair da nossa zona de conforto, largar as pantufas e calçar as botas de caminhar, pois é disso que se trata, trilhar caminhos novos.

Quando saímos devemos procurar saber como vivem as outras pessoas, conhecer in loco os seus costumes, como pensam ou o que comem e bebem. Enfim, vivenciar experiências. Isso é também abrir-nos ao Mundo.

O melhor seria visitar uma cidade desconhecida e partir à aventura pelas suas ruas, sentindo o seu pulsar, sem programa e sem horários.

É o calcorrear caminhos pela costa pedregosa e húmida do Norte de Espanha, parando em localidades ao acaso, maravilhando-se com as paisagens e com as gentes. Ou ir mais longe, muito mais longe, em quilómetros, experiências e vivências.

Conhecer Mundo faz-nos pessoas mais ricas e mais completas, por ficarmos mais cientes do que nos rodeia. E ficamos seguramente a conhecer-nos melhor!

Caberá a cada um de nós saber e querer distribuir os conhecimentos adquiridos e as vivências obtidas pelos outros, numa cadeia sem fim de enriquecimento mútuo.