terça-feira, 29 de setembro de 2015

O Amor é (mesmo) uma coisa complexa!




O Amor deve ser o tema mais debatido de sempre, mas completamente e totalmente inesgotável.

A nossa aventura Amorosa começa (sempre) no ventre da nossa Mãe e só acaba quando damos o nosso último suspiro.

O Amor trespassa-nos a todos, especialmente quando menos esperamos e quando dizemos “não” a esse sentimento. Em vão…..

Quando achamos que já não queremos, quando dizemos que já não vale a pena, quando afirmamos que já sofremos bastante por causa dele, eis que nos surge, como afirmando que sobre todos os restantes sentimentos impera.

Ao contrário da Sorte, o Amor pode até bater à nossa porta mais que uma vez! E podemos nem estar em casa, pois (muitas vezes) ele espera por nós.

O Amor pode surgir repentinamente como uma onda avassaladora, ou aos poucos como uma maré, sendo o resultado sempre o mesmo: ficamos total e completamente submersos como se tivéssemos voltado ao líquido primordial.

O Amor é (mesmo) uma coisa complexa!